CAP. 0.1 - PRÓLOGO

    Não acredito nas religiões. Não diretamente na religião em si, mas não acredito
na tal da fé que precisa ter um ser para consentir que o porque de uma coisa x é porque
é assim e pronto, apenas deve ter fé... Bom, isso pode convencer a muita gente, mas
saibam me desculpar é que 99% das vezes não basta um porque sim ou porque não...
    Prefiro seguir duvidando entre um depende e um quando...
entre um sorriso e um pranto... entre um contigo ou sem ti...(pequena tradução adulterada
de um trecho da musica Por Delicadeza do Joaquin Sabina, um gênio cantor e compositor

espanhol que sou fã a uns 25 anos).
    Já que se a sua resposta for um porque sim ou porque não, chegarmos a ser amigos, esta
fora de cogitação, umas horas na beira da lareira tomando vinho e sem dialogo menos ainda,
resumindo, descubra lendo meu livro mas esqueça do Jose.    
    Sou Escorpião:
    A finalidade através da transmutação.
    Como dizia Descartes:"Nada se cria, nada se perde, tudo se transforma."
    Pois bem, cabe ao Jose este olhar de águia que percebe aquilo que se transmuta.
    A finalidade que se encontra na essência primordial da vida.
    A personalidade do Jose é a essência do mistério, daquele olhar magnético que te atravessa e te desnuda até a alma.
    Nada é superficial com ele.
    Aliás, a personalidade do Jose despreza qualquer coisa próxima ao supérfluo ou mesquinho.
    O Jose é aquela pessoa oculta num canto da festa que chama a atenção de todos.
    De atitude e roupa discreta, não se move, desliza,
fala baixinho e você não sabe porque quer ouvir tudo o que ele tem a dizer.
    O Jose muitas vezes também não sabe porque - mas ele lida sempre com poder.
    O poder da percepção, o poder da intensidade emocional, o poder material,
o poder do oculto e, finalmente, as vezes, o poder pelo prazer do poder.
    Liderar para o Jose é quase que uma sina.
    Talvez a sua postura de autocontrole que dá a parecer que nada o abala,
o comportamento de discrição e silêncio que transmite confiança e autodomínio.
    Todos pequenos comportamentos que acabam arrastando a personalidade do Jose,
exatamente para onde ele não quer ser lançado: bem ali...
no meio de suas próprias intensidades e contradições.
    Nada é banal com o Jose - esta palavra simplesmente não consta de seu vocabulário.
    Sua vida é muito vivida através dos extremos: oito ou oitenta.
    Aliás, se eu realmente quiser descrever a personalidade do Jose, é melhor não falar muito.
    Ele não admite invasões em seu mundo.
    O Jose não é de quantidades - ele busca suas amizades pela empatia mental.
    Muito menos, não é de bajulações ou de presença constante.
    Ele considera que isto não é necessário - seus elos de amizades são calcados na confiança mútua.
    Por vezes é difícil convencê-lo da reciprocidade. O Jose nunca confia plenamente.
    Caso o ele se decepciona com a amizade, ele simplesmente rompe e se puder - esquece de sua existência.
    Pode não parecer, mas a verdade é que o Jose é um amante romântico e sonhador.
    Busca pela alma gêmea.
    O duro é convencer o Jose a revelar o amor que sente.
    Chega a optar por por aquele amor platônico, distante, silencioso e suspirante.
    Quando se envolve, se entrega totalmente.
    Capaz de renúncias e sacrifícios pela pessoa amada.
    Acredita no amor eterno, e, por isto mesmo tem muita necessidade de fidelidade, daí a sua fama de ciumento.

    Agora que fui mais ou menos apresentado, ou digamos que foi revelada a base da minha estrutura emocional,
podemos começar com o que interessa.

© 2020 by JP Designs.

  • w-facebook
  • Twitter Clean